25 de maio de 2006

Agenda

Há Festa na Baixa

Com iniciativas tão diversas como o abc do Caruncho, na Antiqualha, o Quarteto de Saxofones do Porto, na Praça da Batalha, ou uma exposição fotográfica de Guedes de Oliveira, um fotógrafo do Porto, na Casa do Infante, começou ontem e decorrerá até ao próximo Sábado a Festa na Baixa.
A Festa na Baixa é um ciclo de animações culturais, resultado de uma parceria do Centro Nacional de Cultura com um vasto conjunto de entidades ligadas às Artes e Cultura, sedeadas na zona histórica do Porto, que visa a dinamização e a animação patrimonial da Baixa do Porto.
Haverá ainda vários happy hours nos bares, cafés e restaurantes para animar a Festa. A não perder.


Apelo de valter hugo mãe




valter hugo mãe pede-nos que não o deixemos sozinho na apresentação do seu livro o remorso de baltazar serapião, a acontecer no Sábado dia 3 de Junho, às 15h00, no Pequeno Auditório da Feira do Livro de Lisboa, e no Café Literário da Feira do Livro do Porto, no dia 10 de Junho, às 16h30.
Por via das dúvidas, o valter tem o amparo da QuidNovi e estará acompanhado por Pedro Sena-Lino, em Lisboa, e por Jorge Pinho, no Porto.



Curas Milagrosas

De si afirma que nenhum Curso de Magia lhe chega aos pés, que há uma taróloga de Arganil que lhe deve a vida e até que faz bem à próstata, aos rins e à urticária.

Outros dela dizem que é uma espécie de dr. Sousa Martins misturado com Aloé Vera e que quando esfregada no corpo alivia as empinges e que o Albertino Saloio não toma uma decisão sem a consultar três vezes.

Ela... é a revista águasfurtadas, editada pelo Núcleo de Jornalismo Académico do Porto e que, existindo para o desconcerto dos nossos dias, pode ser encomendada através do serviço em linha da Livraria Leitura, ou adquirida no pavilhão das edições Quasi, nas Feiras do Livro do Porto e de Lisboa.

1 comentário:

augustoM disse...

Não sou do norte embora lá trabalhasse durante muito tempo, o tempo suficiente para ficar perdido de amores por essas terras.
Aprecio muito a maneira entusiasta como divulgas os vossos eventos.
Quanto ao lançamento do livro, é um crime deixar qualquer autor só, quando o livro será para todos. A hora do lançamento é que é imprópria para ser consumida, quando estamos a consumir o trabalho que nos consome.
Um abraço. Augusto