12 de março de 2011

Um País à Rasca

Pacífica e até festiva, foi como decorreu a manifestação apartidária da Geração à Rasca, convocada para hoje na Praça da Batalha, no Porto, e em mais 10 cidades do país. A praça acabaria por se revelar pequena para conter a multidão que ali afluiu. Os manifestantes desfilaram então pelas ruas de Santa Catarina, Fernandes Tomás e Sá da Bandeira, em direcção à Avenida dos Aliados. Aqui a multidão tinha aumentado, falando-se em 80 mil pessoas presentes.



A participação de tanta gente, de todas as gerações, numa tão grande manifestação, indicia algo que vai muito para além da reclamação de trabalho e de um salário digno – que o Estado não pode nem deve, jamais, garantir. O que está latente é a mudança de regime político, porque este, ao encher o ventre à tripa-forra, há muito que se corrompeu e faliu nas suas obrigações primárias de garantia de funcionamento das instituições nacionais. Venham outros actores, venha OUTRA REPÚBLICA!












8 comentários:

Anónimo disse...

Até que enfim! Julguei que nunca se decidissem... Parabéns! Só pode mudar para melhor :-)

M.R.L.

NãoSouEuéaOutra disse...

A mudança irá acontecer!!!

Ricantonio disse...

Apartidária? Não brinquem!

Manuel Conde disse...

Esperemos que este seja o início de algo que já demora a acontecer...Não foi para este "à rasca" que a minha geração fez o 25 de Abril...Mas que os nossos filhos e nossos netos dêeem continuadade ao Sonho,e que este se transforme o mais beve possível em Realidade...

mfc disse...

Estive lá e adorei... senti-me de novo no tempo do 25 de Abril!

Anónimo disse...

tratam-nos como se fossemos uma vara de porcos, hão-de aprender que somos gente

Alma disse...

A Aurora de um novo Portugal, com cravos frescos nos cabelos e bandeiras surpreendentes a dançar pelas cidades e aldeias...

Jorge Rego disse...

Estão uma maravilha essas imagens!
E o cabeçalho ficou 5 estrelas mas destas *****
Abraço
Jorge