20 de março de 2009

O Jardim do Morro



É verdade, foi daqui que no final do Outono do ano passado foi tirada a foto abaixo, numa altura em que o Jardim do Morro, banhado por um sol tímido, estava quase despido para o recolhimento de Inverno.

A resposta ao desafio que propuz era fácil, tão fácil que Martav, no primeiro comentário, apesar de indecisa, acertou em cheio. Certeiros foram ainda Álvaro Mendonça, o Memorioso Funes, que me imaginou a demolir o Hospital de Santo António – se fosse a parte nova, eu alinhava – e alguém que assina R.
A todos os que participaram, mesmo ao Duende, que conseguiu a difícil proeza de ver os Clérigos a partir do Jardim de S. Lázaro, o meu obrigado. Pela minha parte preferia que tivesse havido uma luta mais renhida mas... quem me manda a mim vir para aqui com perguntas de algibeira?

Martav terá que me enviar uma mensagem de correio electrónico, num prazo de 48 horas, indicando a fotografia que pretende e o endereço para onde posso enviá-la. Se não o fizer a foto reverterá a favor do autor da segunda resposta certa.

___________________________

Adenda
Martav escolheu a fotografia com que pretendi ilustrar um poema de Nuno Júdice, A Noite do Porto, aqui publicada em 30 de Junho de 2005. A fotografia vai para Pedrouços, na Maia.

8 comentários:

th disse...

Meu querido amigo, eu que bem vi o teu desafio, mas infelizmente há sítios que nunca conheci e outros que ainda não conheço.
Onde fica esse Jardim? estou curiosa.
Um grande abraço, Theodora (lol)

Carlos Romao disse...

Theodora,
o jardim é aquele que está à saída da ponte D. Luís, em Gaia. Vês como conheces?

th disse...

Pois conheço e até tenho uma história muito triste lá passada quando eu tinha p'aí os meus dez anitos.Por lá passeei numa das minhas deambulações pela cidade e arredores. até umas fotos, de que te vou mandar uma, mas não sabia que se chamava assim "Jardim do Morro"
E foi de lá que vi, num S. João há poucos anos, o fogo de artifício do lado do Porto.
Beijo, th

Duarte disse...

Ia fazer a pergunta mas já estou informado. Não o conhecia por esse nome, quantas vezes estive na serra do Pilar! Andei perto, mas não imaginava que tivesse esse nome, nem que desse esse angulo de visão.
Parabéns para a Marta.
Um grande abraço para ti.

Lurdes disse...

Nunca lá chegaria... uma não tripeira me confesso.

Também, poucas vezes estive nesse jardim, mas já deu pra perceber que dá pra tirar umas fotos fantásticas!

Beijinhos

cdgabinete disse...

Já cheguei demasiado tarde p participar no desafio... mas posso admitir que reconheci quase automaticamente o jardim do morro...
Passei lá tantas tardes a brincar!
Via-o aos domingos depois da missa no Mosteiro da Serra do Pilar!
Passava por la todos os dias a caminho do porto e no regresso a casa...

Jorge Oliveira disse...

Cheguei tarde ao desafio mas não quero deixar de salientar a beleza da fotografia. Gostei particularmente da projecção das sombras dos ramos das árvores na rua.

Um abraço.

PAulo Alves disse...

FANTÁSTICA COMPOSIÇÃO. A LUZ ESTÁ DIVINAL (AS USUAL).