31 de julho de 2011

O Alfa Pendular...

... envolto na neblina matinal de hoje, parecia levitar sobre a Ponte Maria Pia quando, ao passar na Ponte de S. João, o avistei da Ponte do Infante.


12 comentários:

C.C. disse...

Efeito espectacular!
A isto chama-se estar no sítio certo e à hora certa.

José Couto disse...

Parabéns.
Mais uma vez, uma excelente fotografia.
1 Abraço

Teófilo M. disse...

O teu olhar sempre oportuno.

Carlos Romao disse...

Foi obra do acaso :)

Funes, o memorioso disse...

Errado, C.C.,

No sítio certo à hora certa todos nós estamos ocasionalmente. Mas a essência da foto é o olhar de poeta de quem a tirou.

Funes, o memorioso disse...

Eu, por exemplo, ia dentro daquele comboio e não fotografei o Carlos Romão na ponte do infante a fotografar o comboio. Aposto que também dava uma belíssima foto: um homem só, no meio do nevoeiro, de câmara na mão, a fotografar comboios. É uma pena não termos um Carlos Romão que fotografe o Carlos Romão a fotografar.

C.C. disse...

Esquece-se Funes, que eu sabia que a fotografia tinha sido feita pelo Carlos Romão.Está tudo dito. E, como eu não gosto de me repetir, só me faltava referir o acessório.
Porque a obra de arte necessita indubitavelmente do artista e da sua genialidade criativa; mas necessita igualmente de condições materiais que permitam viabilizá-la.
De nada teria servido ao Carlos a sua inteligência criativa se não se tivessem reunido as condições acessórias de estar naquela hora naquele local.

Carlos Romao disse...

C.C.
os comentários do Funes estão dentro do seu habitual sentido de humor que, por vezes, toca o surrealismo. Nada mais do que isso.

Cumprimentos a ambos e obrigado por enriquecerem o blogue com as vossas presenças.

Anónimo disse...

Funes e C.C., falta acrescentar «...e ter à mão uma maquineta fotográfica 5 *s».
Parabéns Carlos Romão, um artista portuense! beijo da Theodora...lol

alfacinha disse...

as lindas pontes sobre o douro
um espectácula
cumprimrntos de Antuérpia

mfc disse...

Um olhar diferente e entusiasmante!

De Amor e de Terra disse...

...coisas da neblina Portuense e do
artista em causa.
Parabéns!
Abraço
M.M.