17 de janeiro de 2014

Quem não andou no 78?

«Próxima Paragem» mostra-nos as transformações operadas na cidade pela Porto2001, Capital Europeia da Cultura, observadas do interior da extensa linha do autocarro 78, entretanto desaparecida.

Um filme de Catarina Mourão.

8 comentários:

João Menéres disse...

18' ?
Agora não posso, Carlos.
Logo à noite.

Um abraço.

Carlos Romao disse...

Um abraço, João Menéres. São mesmo 18 minutos.

margarida disse...

.... delícia..., que maravilha, viajar assim, no tempo e na saudade, ouvir com olhos de cobiçar, rever a cidade tão martirizada em obras de que já não me lembrava, passar por tantos sítios familiaríssimos, ver a porta do primeiro sítio onde comecei a trabalhar, pertinho daquela onde agora labuto (a vida é um círculo curioso), ruas ainda cheias de lojas onde agora só existem vazios (na melhor das hipóteses...), gente que entretanto cresceu, outra que provavelmente desapareceu, o ruído da máquina obliteradora, os assentos em plástico laranja brilhante, os pára-arranca tão idênticos aos de agora (se bem que, agora com o Metro, quase tenha deixado de frequentar os autocarros)...
As vozes, os silêncios, os olhares (já então tristonhos, nebulados,... resignados?). A melodia assobiada. A minha cidade tão simples e tão complexa, o meu mundinho querido.
Obrigada pelo filme, Carlos :)

Duarte disse...

Uma delicia para os sentidos. Um documento vivo, que nos dá uma perfeita imagem do bulir duma cidade na azafama do dia a dia, mais, quando com alterações. E o povo como encaixa tudo isto!
Os meus parabéns.

Carlos Romao disse...

Margarida, eu é que agradeço o comentário com pinceladas tão coloridas como as do filme. Obrigado :)

Carlos Romao disse...

Um abraço, Duarte, e obrigado pelo comentário.

Manuel Teixeira disse...

Belas imagens no blog.

Carlos Romao disse...

Obrigado, Manuel Teixeira.