2 de setembro de 2014

Dias de bruma #5

(prima para ver maior)

6 comentários:

João Menéres disse...

Quem me dera que para a semana tivesse uns dias assim também para fotografar, como o Carlos !

Carlos Romao disse...

É provável que assim esteja, João Menéres; estas nuvens surgiram do mar após um dia de sol.

Duarte disse...

Os clássicos efeitos térmicos do Verão, mas que bonito!
Parabéns, Carlos.

Carlos Romao disse...

Obrigado, Duarte.

Professor Pedro A. C. Teixeira disse...

Olá Carlos.
Estou há quatro anos protelando uma viagem a Portugal, porém ao ver tuas fotos minha vontade é de ir "ontem" visitar esta maravilhosa terra.
Viajo por teu blogue e a cada foto fico maravilhado e continuo viajando e me encantando com cada canto, com cada rua, com cada rio.
Obrigado por nos brindar com tamanha arte.

Carlos Romao disse...

Olá Pedro,
Obrigado pelo comentário e pela atenção que dispensa à Cidade Surpreendente.
Se me permite, dou-lhe um conselho: não se fique pela propaganda oficial de promoção do eixo Lisboa-Cascais. O país é muito, mas muito mais do que isso. Sendo pequeno é diversificado. Há pelo menos duas fronteiras que separam o norte do sul. Uma é paisagística, ali pela região de Fátima; distingue o norte que é fresco, montanhoso e verdejante, do sul mais quente, mais plano e um tanto árido. A outra é cultural, marcada pela linha do rio Mondego, que separa a cultura galega, a norte, da influência mourisca, no sul.
Verá que não se arrependerá se vier a Portugal. Somos um povo acolhedor e simpático para com os forasteiros.