9 de janeiro de 2015

O coração de D. Pedro IV

O mausoléu onde está o coração do Rei D. Pedro IV, na Igreja da Lapa, foi aberto esta quinta-feira para as filmagens de «O Sentido da Vida», do realizador Miguel Gonçalves Mendes. Um momento raro e excecional. A ler no Porto24.

3 comentários:

Professor Pedro A. C. Teixeira disse...

Olá Carlos Romao.
Não sabia que o coração do nosso Primeiro Imperador. Dom Pedro I, do Brasil e IV em Portugal encontrava-se nesta fascinante cidade do Porto, cercado de boa gente e excelentes vinhos. Dom Pedro I, teve uma vida mui atribulada aqui, envolto em vários casos e guerras. Nos deixou um dos mais íntegros monarcas no Trono do Brasil, Dom Pedro II, homem sério, culto, amante das artes, como e principalmente a incipiente fotografia, deposto por um Golpe Militar em 1889, foi exilado na França, onde veio a falecer.
Fraterno abraço, informando que hoje, ainda madrugada o calor se faz presente apesar dos temporais que estão castigando o sul, o leste e o centro-oeste do Brasil.

Carlos Romao disse...

Olá Pedro Teixeira

O coração de D. Pedro está no Porto por sua expressa vontade. Doou-o à cidade poucos dias antes de morrer com tuberculose, aos 36 anos. Morte prematura para uma vida tão cheia como a dele. Proclamou a independência do Brasil, mas abdicou do conforto do poder de imperador para lutar pela carta constitucional durante o duro período (13 meses) em que o Porto esteve cercado pelos monárquicos absolutistas. Para nós é um herói, um símbolo da liberdade.

Por cá temos frio e um sol brilhante nu céu azul e limpo.

Um abraço.

Professor Pedro A. C. Teixeira disse...

Caríssimo Carlos Romao.
Aqui no Brasil Dom Pedro I, fez muita falta quando resolveu abdicar ao trono em favor seu filho Pedro de Alcântara, que devido a tenra idade, apenas 5 anos, não pode assumir, e entramos em um período conturbado, insatisfações e revoltas como a Sabinada, Cabanagem, Balaiada entre outras, foi necessário um golpe para trazer tranquilidade ao Gigantesco Império, quando 1840 deu-se o chamado Golpe da Maioridade, e o jovem Pedro de Alcântara com apenas 15 anos foi declarado apto, como o Título de Dom Pedro II, assumiu os destinos do Império em meio a mais e longa Guerra do Continente Americano, quando os Gaúchos do meu estado do Rio Grande do Sul, na época Província de São Pedro, peitaram todo o Império do Brasil, guerra que durou dez anos, de 1835 a 1845. Esta sangria dá-se o nome de Revolução Farroupilha, ou Guerra dos Farrapos.
Um grande abraço