20 de setembro de 2015

Uma janela sobre o mar e a cidade

Adorável, maravilhoso, fantástico, luminoso, branco e aberto, uma janela sobre o mar e a cidade, são alguns dos epítetos que têm bailado no ar a propósito do novo Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões e também, o que tem andado um pouco esquecido, Polo do Mar da Universidade do Porto, que ocupará metade do edifício. No entanto, quando a estrutura em espiral com a cobertura inclinada começou a aparecer no horizonte do molhe sul do porto, as reacções foram de interrogação sobre o que seria e para que serviria «aquilo».

No início de 2014, Luís Pedro Silva, arquitecto autor da obra, esclarecia através da Lusa: «o edifício nasce sobretudo da envolvente portuária, ou seja, é a curva do molhe onde se insere que sugere a forma curvilínea que contamina todos os elementos do desenho», acrescentando que a cobertura inclinada era, nada mais nada menos, do que um anfiteatro sobre o mar e as cidades do Porto e Matosinhos.

Entusiastas e detractores - também os há, por o terminal ter sido construído em tempos de austeridade - poderão concordar numa coisa, o Terminal de Cruzeiros veio para ficar e tal como a Casa da Música, que tanta celeuma provocou, é mais uma marca identitária e enriquecedora da região que tem a cidade do Porto como centro.

Para saber mais leia «Terminal de cruzeiros de Leixões: um óvni fora de água», de André Tavares, no jornal Público.

10 comentários:

João Menéres disse...

A 2ª imagem ( a contar de cima ) é um show, Carlos Romão !
Curvo-me !!!

Um abraço.

Carlos Romao disse...

A fotogenia do local, João Menéres.

Um abraço.

margarida disse...

Lindas! Lindo espaço, magnético...

Carlos Romao disse...

Obrigado, Margarida.

Duarte disse...

Sim, a fotogenia do local, mais a arte de bem fotografar: GENIAL!... Parabéns.
Não conheço, fica na agenda para a próxima ida ao Porto. Obrigado pela divulgação.
Abraços

Virginia disse...



Quando se pode visitar. Fui lá no sabado e estava fechado!

Obrgada!

Sabores Exclusivos disse...

o orgulho de a engenharia electrica ter sido da autoria de meu sobrinho Eng.ª Pedro Lobo. Bjs Carlos por mais uma excelente postagem.
Ana Campelos

Carlos Romao disse...

Virgínia,

o terminal de passageiros não está, para já, aberto ao público. Há um projecto para o abrir depois de construída uma zona de passeio no molhe sul do porto, o que deverá acontecer no próximo ano.

Carlos Romao disse...

Obrigado, Ana Campelos.

Sabores Exclusivos disse...

Foi um sobrinho meu, engenheiro de ... algo, que fez todo o projecto eléctrico. a ver se um dia consigo ver... como a ti. Bjs Carlos. Saudades
Acampelos