18 de novembro de 2009

Janelas do Tempo - IX

Duas pontes históricas do Porto

A imagem abaixo tem a particularidade de nos mostrar a Ponte Pênsil a par da Ponte Luís I o que deverá fazer dela uma raridade fotográfica dado que as duas pontes coexistiram durante um curto período de tempo, entre 1886 e 1887. Foi tirada por George Tait, a partir do local onde é hoje o Jardim do Morro - tal como a fotografia contemporânea que pretende mostrar o mesmo sítio nos dias de hoje.

Fotografia de George Tait - séc. XIX



Sobre a Ponte Pênsil, baptizada com o nome de D. Maria II, que caiu no olvido, diz-nos o Diário Ilustrado em 1843, ano da abertura da ponte:

«A ponte é de bela construção e elegante perspectiva. Eleva-se 10 metros sobre o rio, tem de comprimento 170,14m e de largura 6m (…) e descansa sobre quatro obeliscos de pedra de 18m de altura, dois de cada lado. (…) O pavimento da ponte está suspenso de oito amarras, quatro por banda, feitas com duzentos e vinte fios de ferro cada uma. (…) Essas amarras, passando por cima dos obeliscos, vão entrar em poços abertos verticalmente na rocha viva, com a profundidade de 8m do lado da cidade e de 14m do lado da vila. Cada amarra pesa 6 mil quilogramas.
As guardas dos lados são feitas em troncos quadrados de carvalho, de 1,50m de comprimento, dispostas em cruz e solidamente pegadas no solho da ponte.
O panorama que se goza do meio da ponte, quer se olhe para o nascente, quer para o poente, é magnífico.»

Apesar do entusiasmo que perpassa pela pena do redactor do Diário Ilustrado, e da Ponte Pênsil representar uma franca melhoria na travessia do Douro, ao substituir a flutuante Ponte das Barcas, a população da cidade e o poder político olharam-na de soslaio. Achavam-na insegura por «tremer como varas verdes», segundo uns, e por estar «muito próxima da água», segundo outros. A espera por outra ponte durou, no entanto, quarenta anos, e esta surgiu, talvez, mais por força da fervilhante actividade comercial e industrial que o Porto do final do século XIX vivia, do que pelos medos populares.

Em 1880 é dado o primeiro passo para acabar com o delirium tremens da travessia. Nesse ano, segundo O Tripeiro, foi aberto o concurso para a construção de «uma ponte de dois tabuleiros, servindo o inferior a parte ribeirinha da cidade e de Vila Nova de Gaia, e o superior, estendendo-se entre as proximidades da rua Chã e Santo António do Penedo na margem direita, até à parte inferior da fortaleza da Serra do Pilar».

A inauguração do tabuleiro superior da ponte Luís I aconteceu em 31 de Outubro de 1886. Um ano depois, em Outubro de 1887, após a abertura de uma passagem provisória no tabuleiro inferior da nova ponte, deu-se o fim do curto reinado de 43 anos da Ponte Pênsil com o início da sua demolição.

4 comentários:

Álvaro Mendonça disse...

De um trabalho subscrito por Manuel Vaz Guedes, do Departamento de Engenharia Electrotécnica da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, e publicado em http://paginas.fe.up.pt/histel/fhistre/Ponte_DLuis.pdf, cito com a devida vénia um curioso excerto a propósito da Ponte de D. Luís I. e sobre o pagamento de portagens que vigorou até 1943:
“Embora sujeita a portagem até 1943, esta ponte “exageradamente apontada ao ‘coração da cidade’” foi responsável pelo desenvolvimento concentrado da zona alta de Gaia até Santo Ovídio, e mais disperso, mas também intenso, nas zonas periféricas”.

Também em http://www.portugalvivo.com/spip.php?article3182 é referida a cobrança de portagens na Ponte Pênsil.
Para atravessá-la era necessário pagar portagens; cada peão pagava cinco réis; já a passagem de cavalos era tributada com 20 e finalmente a cada carro com uma junta de bois era exigido o montante de 40 réis.
Mas há mais. À noite, as taxas duplicavam.

Sylvia Beirute disse...

sempre bom haver alguem com interesse nestas coisas. li com mta atençao.

cheguei cá pela poesia.

S.

優質行動網 disse...

Caro moderador blog: Olá!
Eu sou um amigo de Taiwan está muito contente de encontrar seu blog, eu também gostei muito do seu conteúdo local e artigos, além de eu ter adicionado aos meus favoritos, há a honra ea oportunidade de convidá-lo para o meu site para o seu blog, então?
Eu ofereço o meu site nome e URL, também espero visitar regularmente e troca de informações Oh! Obrigado!
Site Name:首頁科技網路行銷
Website:http://www.pageone.cc

Duarte disse...

Excelente trabalho de investigação que me ilustrou positivamente.
Obrigado.