28 de dezembro de 2009

Ópera no mercado

A iniciativa de levar a ópera ao Mercado Central de Valência partiu de um grupo empenhado na divulgação do bel canto. Os excertos da Traviata de Verdi aparecem, aqui, integrados, pela encenação, na vida do mercado, o que acentua a diferença entre este e os dois grandes mercados do Porto.
O do Bolhão, que o presumido autarca portuense mantém há dois anos como ruína depois de ter visto gorada a tentativa de o vender como sucata; e o do Bom Sucesso, o excelente exemplar da arquitectura modernista em Portugal, condenado à “remodelação”, figura de estilo que designa a demolição e construção de mais um centro comercial e um hotel no seu lugar.
Pobre e mal amada cidade esta que vê assim seus valores irremediavelmente delapidados por gente que não os reconhece.

2 comentários:

Fernando Ribeiro disse...

Caro Carlos,
Este post estaria melhor no seu blogue "A Cidade Deprimente" do que neste, pois são verdadeiramente deprimentes a mesquinhez, a arrogância e a ignorância que a autarquia manifesta em relação à cidade, à sua cultura e aos seus valores.

C.C. disse...

sobre esta questão, escrevi aqui
http://pontodevistaalto.blogspot.com/
onde sou colaboradora ocasional, sob o título, "um mal nunca vem só"a quando da eleição de Rui Rio.
Estaremos na cidade adiada,porque o País também está.