7 de abril de 2005

No Molhe - 1





Duas perspectivas em dois tempos para o mesmo lugar.

5 comentários:

Carriço disse...

O que esta zona mais me lembra são os finais de noite de S.João! Que desgraça! :)

Saudações

tld disse...

É exactamente enquanto síntese do pensamento que a poesia pode definir o que é arquitectura (a propósito do poema do Eugénio de Andrade).
O molhe...passo por lá quase todos os dias e não deixo de me surpreender!
Como amante da fotografia, não posso deixar de lhe sugerir este photoblog:http://wvs.topleftpixel.com/

Saudações

amie disse...

Acho que me estou a reconhecer ali ao fundo...de bicla!:)

Jorge disse...

Cá estou de novo.
A tua série de fotografias está maravilhosa como não podia deixar de ser.
Abraço

paula disse...

de repente no Porto, assim sem contar, como o gosto de lembrar